Homem turco assume culpa por ataques cibernéticos de US$ 55 milhões

R7

Nova York - Um homem turco que conduziu três ataques cibernéticos contra instituições financeiras globais - que causaram perdas de mais de US$ 55 milhões - se declarou culpado na corte federal do Brooklyn, nos Estados Unidos, nesta terça-feira.

Ercan Findikoglu, 34 - cujos pseudônimos incluíam "Segate", "Predator" e "Oreon" - usava equipes no mundo todo para realizar saques em caixas de autoatendimento em grande escala. Em uma operação de 2011, as equipes de Findikoglu sacaram cerca de US$ 10 milhões através de 15 mil saques fraudulentos em pelo menos 18 países, dizem os promotores.

O governo dos EUA afirma que ele invadiu sistemas de três companhias e, junto com seus cúmplices, acessaram contas de cartões de débito pré-pagos, inflaram saldos e retiraram os limites das contas entre 2011 e 2013.

Em um ataque em fevereiro de 2013, equipes de 24 países realizaram 36 mil transações, sacando cerca de US$ 40 milhões de caixas eletrônicos. Durante uma operação, equipes em Nova York sacaram cerca de US$ 2,4 milhões em cerca de 3 mil caixas em um período de 11 horas.

Findikoglu se declarou culpado por conspiração de intrusão de computadores, conspiração de fraude de dispositivos de acesso e por realizar transações com dispositivos de acesso não autorizados. Ele foi preso no aeroporto de Frankfurt em 2013 e enviado aos EUA no ano passado. Fonte: Associated Press.

view R7