COI afirma que não há indícios de corrupção em escolha das sedes dos Jogos

COI afirma que não há indícios de corrupção em escolha das sedes dos Jogos

Gazeta Esportiva

França irá investigar as candidaturas dos Jogos do Rio 2016 e Tóquio 2020 (Foto: Divulgação)

Depois da França anunciar que irá investigar uma possível compra de votos para a escolha das sedes das Olimpíadas do Rio de Janeiro 2016 e Tóquio 2020, o COI (Comitê Olímpico Internacional), decidiu se manifestar. A entidade declarou que ainda não há evidências de corrupção.

O Comitê, por meio de seu porta-voz Mark Adams, afirmou que a entidade ainda não tomará nenhuma atitude, devido à falta de evidências. “Até agora, não existe nenhuma prova, nenhuma evidência. Nada pode ser feito nesse momento, não tomaremos nenhuma atitude”, explicou. “Quando recebermos as provas, iremos agir”.

Ainda nesta terça-feira, o jornal britânico “The Guardian” publicou que os mesmos investigadores que trabalham no caso dos escândalos de corrupção da Federação Internacional de Atletismo (Iaaf), irão abrir uma nova investigação, desta vez sobre as escolhas das sedes das Olimpíadas de 2016 e 2020.

Segundo a publicação, os investigadores têm como finalidade descobrir se as candidaturas pagaram propina a membros do COI. O ex-presidente da Iaaf, Lamine Diack, deposto em 2015 após as acusações de participação no escândalo de doping na entidade, pode ter influenciado na escolha das sedes.

O post COI afirma que não há indícios de corrupção em escolha das sedes dos Jogos apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

view Gazeta Esportiva