Este vídeo vai te ajudar a descobrir a verdadeira idade dos seus ouvidos

Este vídeo vai te ajudar a descobrir a verdadeira idade dos seus ouvidos

Brasil Post - Blog


Nós temos a consciência de que, conforme vamos ficando mais velhos, o risco de ouvirmos cada vez menos aumenta gradativamente, tanto é que as deficiências auditivas e a surdez podem, em determinadas etapas das nossas vidas, fazer com que não sejamos mais capazes de ouvir certos sons. Para tirar a pulga de trás (ou de dentro) da orelha, o canal AppSCIENCE produziu este vídeo para que você possa fazer o teste. Então qual é a idade dos seus ouvidos? Você consegue ouvir todos os sons neste vídeo?

Pessoas de qualquer idade e que não possuam qualquer dificuldade ou deficiência auditiva deveriam ser capazes de ouvir sons cuja frequência alcança 8000Hz. Pessoas com menos de 50 anos deveriam ouvir sons até 12000Hz, já aqueles que possuem idade abaixo dos 40 anos, conseguem escutar até 16000Hz, e 17000 Hz é uma frequência audível para aqueles abaixo dos 24.

Segundo declaração cedida pelo Dr. Adam Simon para a revista feminina Good Housekeeping, o porquê da perda gradativa de audição é bem simples:

"Conforme envelhecemos, os danos na audição tendem a se acumularem. Isso acontece porque as células ciliares ou pelos auriculares que são responsáveis por conduzirem o som pelo canal auditivo se desgastam quando expostos a ruídos altos durante muito tempo. É por isso que em geral, pessoas mais jovens têm uma quantidade maior dessas células ciliares microscópicas são capazes de ouvir um alcance maior de frequências."




As células ciliares ou pelos auriculares, como também são chamadas, são as responsáveis por detectar diferentes frequências e enviá-las para o cérebro, onde tudo é processado. Muitas dessas células são destruídas quando expostas a barulhos contínuos ou sons muito altos.

Vamos fazer o teste? Dê o play no vídeo acima (com legendas em português) e descubra a idade real do seu ouvido! (Caso você esteja preocupado com sua audição, procure um médico.)
view Brasil Post - Blog