Hamilton indica Senna e Fangio como maiores pilotos da história

Hamilton indica Senna e Fangio como maiores pilotos da história

Gazeta Esportiva

Hamilton adotou Ayrton Senna e Juan Manuel Fangio para seu time dos sonhos da Fórmula 1 (Foto: F1/Site Oficial)

Bicampeão mundial de Fórmula 1 e vencedor do campeonato de 2014, Lewis Hamilton demonstrou mais uma vez sua admiração por Ayrton Senna. Ao contrário do que fez Bernie Ecclestone, o britânico não pensou duas vezes ao apontar o brasileiro para seu “time dos sonhos” da categoria.

Para completar a dupla de seu “dream team”, Hamilton escolheu outro sul-americano: o argentino Juan Manuel Fangio. Para chefiar sua equipe, o piloto da Mercedes indicou justamente o dono dos direitos comerciais da F1, o compatriota Ecclestone. Por fim, a legendária McLaren MP4/4, guiada por Senna e Allain Prost, em 1988, ano do primeiro título mundial do paulista, foi eleita o melhor carro de todos os tempos pelo líder da atual temporada.

Hamilton já declarou diversas vezes ser fã de Senna, que no site da categoria aparece como um piloto “incrivelmente talentoso, carismático e competitivo” e “considerado por muitos como o maior piloto de todos os tempos”. E o brasileiro tem mesmo currículo para tanto: são três títulos (1988, 1990 e 1991), 41 vitórias, 80 pódios e 65 poles.

Campeão de F1 em cinco oportunidades e vice em outras duas, Juan Manuel Fangio, assim como Senna, ainda é visto como um dos pilotos inatingíveis na principal categoria do automobilismo mundial. Em 1950, o argentino venceu a primeiro campeonato em que a categoria passou a ser homologada pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA).

Para comandar esses dois pilotos do “time dos sonhos”, Lewis escolheu o atual dono da F1. Ecclestone, de 84 anos, começou cedo sua história na categoria dentro da equipe Connaught. Ele dirigiu a carreira do austríaco campeão mundial Jochen Rindt, antes de comprar a Brabham em 1972. Ele conseguiu tornar o time vencedor e uma força dentro do automobilismo, com os títulos de 1981 e 1983. Paralelamente, ele também foi membro fundador e mais tarde executivo-chefe da Associação de Construtores da Fórmula 1.

Por fim, não poderia faltar a cereja do bolo. Conhecedor de um bom carro, o piloto da Mercedes tem a McLaren MP4/4 como o melhor carro de todos os tempos. O bólido foi desenvolvido por Steve Nichols e Gordon Murray e foi à pista em 1988 para ser guiado por Senna e Prost, rivais de mesma equipe.

Utilizando um baixo centro de gravidade e uma suspensão traseira sofisticada, o tradicional carro branco com detalhes em vermelho e impulsionado pelo motor Honda reivindicou 15 poles, 15 vitórias e dez pódios em uma temporada de apenas 16 corridas.

O post Hamilton indica Senna e Fangio como maiores pilotos da história apareceu primeiro em .

view Gazeta Esportiva