Alimento industrializado ajuda no consumo de fibra natural, dizem estudiosos

R7

São Paulo, 10 ago (EFE).- Massas, biscoitos, sucos e pão industrializados com fibra contribuem para garantir a ingestão desse componente diariamente, de acordo com as pesquisadoras Elizabete Wenzel e Eliana Giuntini, do Food Research Center (FoRC), da Universidade de São Paulo. As especialistas sugerem que alimentos enriquecidos com fibra, como os sucos 100%, podem constituir uma das quatro porções diárias necessárias para o consumo desta substância. Para Elizabete, um ponto positivo nesse cenário é uma melhor compreensão, por parte dos brasileiros, do que são as fibras e como as mesmas contribuem para a saúde, "cabendo à indústria ampliar o número de alimentos e bebidas que se tornam fonte desse elemento". De acordo com a Food and Agriculture Organization (FAO), o consumo ideal de fibra alimentar é de 25 gramas por dia, mas os brasileiros estão distantes dessa marca, ingerindo em média apenas a metade da quantidade recomendada. Leguminosas, cereais integrais, frutas e verduras são as principais fontes de fibras, tendo no feijão o grande carro-chefe dessa dieta. Porém, parece que este alimento está menos evidente no prato nacional. "O brasileiro comia muito feijão e precisa recuperar esse hábito. A média do consumo de fibras do país já foi de 19,3 gramas por dia na década de 70", destaca a professora Elizabete Wenzel. As frutas são fontes de fibras, vitaminas, minerais e compostos bioativos, e a recomendação é que sejam consumidas pelo menos em quatro porções diárias. "Sabemos que, na prática, isso não é simples", admitem as especialistas. E por isso é importante a indústria oferecer opções de produtos com adição de fibras, tendência que está sendo notada no todo o mundo. As pesquisadoras destacaram que as fibras têm sido adicionadas aos produtos industrializados, como sucos e néctares, por se caracterizarem como um ingrediente funcional que pode promover benefícios no controle da obesidade, da diabetes e de outros problemas metabólicos. Segundo as pesquisadoras, são muitos os efeitos benéficos de uma alimentação rica em fibras, como "redução da fome, elevação da saciedade, redução da ingestão energética, adequação do funcionamento intestinal e do perfil plasmático do colesterol, modulação da microbiota intestinal, entre outros". EFE rd/ff

view R7