projetos no escuro

O esforço dos gaúchos para garantir ao menos R$ 1 bi: um ofício

Digamos que o BNDES esteja certo, e um banco público com recursos escassos tenha de ser seletivo e coerente com os compromissos do governo. Há vários investidores chineses, asseguram interlocutores