medicina paliativa

Holanda, onde morrer bem é parte do cotidiano

Holanda, onde morrer bem é parte do cotidiano

No ano passado, 4% das mortes do país aconteceram por eutanásia, quase todas elas praticadas pelo médico
Eu vou te amar, nem a morte nos separa

Eu vou te amar, nem a morte nos separa

Olhares que conheceram o amor jamais deixam de sorrir. Se você deseja amar de verdade, lembre-se que vai acabar, nem que seja pela morte. Só assim viverá esse amor da forma mais plena e inteira
O último desejo

O último desejo

Uma organização holandesa cumpre as vontades de doentes terminais. Uma visita à praia ou reencontrar amigos são alguns dos mais recorrentes
As 150 eutanásias do médico que ajudou o próprio irmão a morrer

As 150 eutanásias do médico que ajudou o próprio irmão a morrer

François Damas ajuda doentes incuráveis a morrer na Bélgica, onde o procedimento é legal
Quem decide como devemos morrer?

Quem decide como devemos morrer?

Apenas seis países permitem algum tipo de eutanásia; o último deles, Canadá, acaba de aprovar uma lei
“Fico indignado de ter de morrer clandestinamente”: o caminho de um doente terminal até a morte digna

“Fico indignado de ter de morrer clandestinamente”: o caminho de um doente terminal até a morte digna

José Antonio Arrabal, que sofria de ELA, cometeu suicídio porque queria decidir em que momento deixar de viver
Último desabafo da escritora que viajou à Bélgica para morrer

Último desabafo da escritora que viajou à Bélgica para morrer

A Francesa Anne Bert virou sucesso editorial com livro publicado dois dias após submeter-se a eutanásia