jayme eduardo machado

Jayme Eduardo Machado: o toque de mágica de Tite

Jayme Eduardo Machado: o toque de mágica de Tite

Em 2001, antes de se tornarem escombros, as paredes do Olímpico testemunharam a primeira experiência de Tite num grande clube. Pois Adenor Bachi, um gringo encorpado, de fala mansa e articulada,

Jayme Eduardo Machado: democracia eletrônica

Não faz muito, assisti na TV a um juiz eleitoral dizer que países como Estados Unidos, Alemanha, Inglaterra etc. não adotam as urnas eletrônicas porque o sistema sai muito caro. A resposta faz todo o

Jayme Eduardo Machado: nossa carne é forte

Pois há ocorrências no dia a dia da profunda crise brasileira em que parece estarmos obrigados a aplaudir extravagâncias. Como no caso do espetáculo midiático-policial na madrugada das prisões de

Suprema vaidade

* EscritorHá pessoas que invertem a expressão popular. Nem sete palmos de terra lhes cobrirá a vaidade e ingressarão no além com a mesma fatuidade do aquém. Há poucos dias, votando a favor da

Jayme Eduardo Machado: suprema indiferença

* Subprocurador-geral da República aposentadoO que distingue uma nova geração da outra não são os novos problemas, mas as novas soluções que traz para os velhos problemas. Esses que a geração dos que

Jayme Eduardo Machado: representantes de quem?

* Subprocurador-geral da República aposentadoTodas as nações que, pela consciência cívica e consequente amadurecimento político se alçaram ao patamar de democracias estáveis, só o conseguiram quando