ivan sartori

Se Sartori teve privilégios indevidos, que se apure tudo; o Carandiru não tem nada com isso

Se Sartori teve privilégios indevidos, que se apure tudo; o Carandiru não tem nada com isso

­Muito bem! O jornalismo tem de publicar tudo o que sabe e que seja do interesse público. Mas cumpre não misturar alhos com bugalhos. Reportagem da Folha informa que, no dia 22 de novembro de 2012, o

Ivan Sartori tem uma semana para se explicar sobre Massacre do Carandiru

Categoria: Justiça Jornal GGN - O ex-presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP), Ivan Sartori, tem até a próxima semana para se explicar sobre as acusações de ter violado o dever da

Prisão em segunda instância amplia superlotação nas cadeias

Com foco no combate à corrupção, a decisão do STF de deter condenados no segundo grau incentiva injustiças contra os mais pobres

Prisão em segunda instância amplia superlotação nas cadeias

Com foco no combate à corrupção, a decisão do STF de deter condenados no segundo grau incentiva injustiças contra os mais pobres

Desembargador que inocentou policiais do massacre do Carandiru é investigado

Categoria: Justiça Jornal GGN - O desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo Ivan Sartori será investigado pelo Conselho Nacional de Justiça sob a acusação de ter sido parcial na absolvição

CNJ vai apurar conduta de dembargador após julgamento do massacre do Carandiru

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) decidiu apurar a conduta do desembargador Ivan Sartori, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), no julgamento de recurso sobre o massacre do Carandiru. Em 27

Defensoria Pública pede federalização do Massacre do Carandiru para PGR

Categoria: Justiça Jornal GGN - Ontem (13), a Defensoria Pública de São Paulo encaminhou para a Procuradoria Geral da República (PGR) o pedido de federalização do julgamento dos policiais acusados