de fora da área

Francisco Brust: desculpe, Ramirinho

Francisco Brust: desculpe, Ramirinho

O fim de ano redentor do Grêmio e o título histórico da Copa do Brasil passam necessariamente pelos pés de um jogador cuja relação com a torcida tem nuances de amor e ódio, como aliás haveria de estar
Cláudio Furtado: o Renato entende mesmo de futebol

Cláudio Furtado: o Renato entende mesmo de futebol

Foto: Lucas Uebel / Divulgação Grêmio Renato Portaluppi foi craque dentro do campo, talvez o maior do Grêmio. Pelo menos em relação às conquistas mais importantes da história, como Libertadores e
João Derly: infelizmente, não há dezenas de Sogipas pelo Brasil

João Derly: infelizmente, não há dezenas de Sogipas pelo Brasil

Quando cheguei à Sogipa, eu era apenas um menino agitado que tinha asma. A prática do judô, que começou por indicação médica justamente para aplacar o problema respiratório, acabou sendo a minha vida.
Wagner Feuerharmel: trabalhar em paz

Wagner Feuerharmel: trabalhar em paz

Duvido que alguém saia de casa com a intenção de errar. Seja no trabalho (principalmente no trabalho), no lazer, nos estudos, com a família. A cobrança e a confiança depositada subjetivamente pelas
Caue Fonseca: a sanidade do presente

Caue Fonseca: a sanidade do presente

Neste domingo, Caxias do Sul (e não Novo Hamburgo) assistirá a uma pitoresca final do nosso querido e bem regulamentado Campeonato Gaúcho. Não que seja novidade. Retornemos a 1994, ano do Plano Real,
André Baibich: o xadrez do Gre-Nal

André Baibich: o xadrez do Gre-Nal

Não foi William no meio-campo a surpresa mais importante de Celso Roth no Gre-Nal. Não foi Bolaños no lugar de Douglas o trunfo de Renato Portaluppi para passar pelo rival. O jogo de xadrez do
Leonardo Müller: a torcida do campeão gaúcho aumentou

Leonardo Müller: a torcida do campeão gaúcho aumentou

O número de sócios cresceu quatro vezes no último mês. A quantidade de camisetas vendidas na loja do clube expandiu 300%. Surgiram até compradores do Japão. No primeiro semestre do ano, a categoria de
Francisco Michielin: o Juventude de volta à Série B

Francisco Michielin: o Juventude de volta à Série B

Ao todo, o Juventude orbitou em 15 temporadas na Série A — a primeira em 1977/78 e, após, a partir de 1994, com 13 participações consecutivas, um recorde para um clube do Interior.Leia mais: Juvir
Alexandre Elmi: o reencontro com o Grêmio

Alexandre Elmi: o reencontro com o Grêmio

Houve um reencontro. Confesso que o clima no estádio era de descontrole - tanto pela euforia quanto pelo fato de que nos faltava o traquejo, o domínio exato do jeito de fazer. Os torcedores se
Juvir Costella: paixão que não se explica

Juvir Costella: paixão que não se explica

Ainda me lembro como se fosse hoje: meu pai ansioso por levar eu e meu irmão mais novo a um dos jogos do Grêmio, no Estádio Olímpico. Cada partida era especial, um grande evento que mexia com toda a
Rafael Colling: Gauchão é engana bobo?

Rafael Colling: Gauchão é engana bobo?

Em todo início de temporada, surge a mesma discussão: o Gauchão é ou não é um campeonato "engana bobo"? Um dos maiores defensores desta tese é o meu amigo Wianey Carlet. E sou obrigado a concordar com

Maurício Andrade: a importância de comissões técnicas permanentes

Não faz muito tempo que este novo modelo de construção de equipe de trabalhos nos departamentos de futebol dos clubes brasileiros surgiu como uma tentativa de inovação na gestão de futebol. Até então,
Paulo Roberto Falcão: a pátria do futebol

Paulo Roberto Falcão: a pátria do futebol

Como milhares de pessoas em todo o mundo, também fiquei emocionado com a extraordinária homenagem que os colombianos fizeram à Chapecoense e ao Brasil na noite de quarta-feira. Nunca, em toda a
Irmã Celassi Dalpiaz: do êxtase à dor

Irmã Celassi Dalpiaz: do êxtase à dor

Como lidar com sentimentos antagônicos que invadem a alma das pessoas ao redor do mundo? Esta pergunta nos faz parar e pensar sobre a brevidade da vida, perpassada por paixão e dor, sentimentos
Caue Fonseca: o futebol é um esporte de canalhas

Caue Fonseca: o futebol é um esporte de canalhas

Jô fez um gol de manchete contra o Vasco. Este texto não serve para execrar o centroavante do Corinthians. Não porque o ato não deva ser execrado, mas desejar que a cultura do fairplay comece pelo
Gilberto Jasper: que os árbitros de futebol cumpram a regra

Gilberto Jasper: que os árbitros de futebol cumpram a regra

Poucas coisas irritam tanto os amantes do futebol como assistir, em todos os jogos, a juízes atrasando a cobrança de escanteio para advertir: é proibido agarrar o adversário.— Serei enérgico, vou
João Praetzel: a melhor das piores gerações

João Praetzel: a melhor das piores gerações

A geração é ruim. A pior dos últimos tempos do futebol brasileiro. A Seleção não vai conseguir chegar à Copa do Mundo da Rússia. Jogador da China no time? Isso não vai dar certo. Quantas dessas
Caue Fonseca: Grêmio, obrigado pelo jejum

Caue Fonseca: Grêmio, obrigado pelo jejum

Era 17 de junho de 2001, e os jogadores gremistas perambulavam atônitos e sorridentes pelo Morumbi de corintianos cabisbaixos quando um repórter se aproximou de Rubens Cardoso. O lateral ninava a Copa
Léo Gerchmann: façam esse dia chegar

Léo Gerchmann: façam esse dia chegar

Leio, pouco antes de escrever este texto, uma declaração do Ramiro, estampada na capa do site de Zero Hora. Diz ele que a decisão desta noite é "o jogo do ano" para o Tricolor. Não, Ramirinho. Entendo
Anderson Cruz: de Abu Dhabi a Lucas do Rio Verde

Anderson Cruz: de Abu Dhabi a Lucas do Rio Verde

Foi graças à condição de presidente do clube, tanto na campanha que livrou o Inter do inferno do quase rebaixamento, em 2002, quanto na gloriosa conquista do Mundial, no ano de 2006, que Fernando