déficit primário

Mercado aumenta projeção de déficit primário do governo central para R$ 159 bi

Instituições financeiras consultadas pelo Ministério da Fazenda aumentaram a previsão do déficit primário do governo central (Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central), neste ano, de R$

Déficit primário do Governo Central deve cair para R$ 159,5 bi, diz pesquisa

Instituições financeiras consultadas pelo Ministério da Fazenda esperam que o déficit primário do Governo Central (Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central) termine este ano em R$ 159,5

Déficit primário do Governo Central deve cair para R$ 159,5 bi, diz pesquisa

Instituições financeiras consultadas pelo Ministério da Fazenda esperam que o déficit primário do Governo Central (Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central) termine este ano em R$ 159,5

Setor público consolidado tem déficit de R$ 155,8 bilhões em 2016

O setor público consolidado (União, estados, municípios e empresas estatais) apresentou um déficit primário de R$ 155,8 bilhões em 2016. O déficit equivale a 2,47% de tudo o que o país produziu no ano

Prazo para repatriação termina nesta segunda: e se fosse para valer?

Com regras definidas no governo Dilma Rousseff, a Lei da Repatriação deu um belo alento à gestão Michel Temer. Vai contribuir para garantir que a dilatada meta de déficit primário (sem contar o

Governo Central tem pior resultado primário para setembro da história

A queda da arrecadação e o aumento de gastos obrigatórios fizeram o Governo Central (Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central) registrar em setembro o maior déficit primário da história

Governo Central tem pior resultado primário para setembro da história

A queda da arrecadação e o aumento de gastos obrigatórios fizeram o Governo Central (Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central) registrar em setembro o maior déficit primário da história

Governo ainda avalia se revisará meta fiscal, diz ministro

O ministro do Desenvolvimento, Planejamento e Gestão, Dyogo Oliveira, disse hoje (7) que o governo ainda está avaliando se vai revisar a meta fiscal. Segundo ele, o cenário de receitas do governo

Recursos adicionais de leilões e precatórios garantem meta fiscal, diz ministro

O ágio dos leilões de energia e de petróleo e a liberação de precatórios atualmente bloqueados pela Justiça garantirão o cumprimento da meta fiscal de déficit primário de R$ 159 bilhões, segundo o

Setor público consolidado tem déficit de R$ 155,8 bilhões em 2016

O setor público consolidado (União, estados, municípios e empresas estatais) apresentou um déficit primário de R$ 155,8 bilhões em 2016. O déficit equivale a 2,47% de tudo o que o país produziu no ano

Recursos adicionais de leilões e precatórios garantem meta fiscal, diz ministro

O ágio dos leilões de energia e de petróleo e a liberação de precatórios atualmente bloqueados pela Justiça garantirão o cumprimento da meta fiscal de déficit primário de R$ 159 bilhões, segundo o

Governo desbloqueia R$ 12,8 bilhões do Orçamento

O aumento da meta de déficit fiscal permitiu ao governo liberar R$ 12,8 bilhões do Orçamento que estavam contingenciados (bloqueados), informou o Ministério do Planejamento. O dinheiro atendera a

Governo central registra superavit de R$ 5,19 bilhões em outubro

Em 12 meses, deficit é de R$ 207,3 bilhõesMeta para 2017 é 1 rombo de R$ 159 bilhões
Governo pode cortar gastos e aumentar impostos, diz Meirelles

Governo pode cortar gastos e aumentar impostos, diz Meirelles

O governo federal poderá cortar gastos e aumentar impostos, se for preciso, para conseguir cumprir a meta de déficit primário de R$ 139 bilhões para este ano. A afirmação é do ministro da Fazenda,
Meirelles: governo pode cortar gastos e aumentar impostos, se for necessário

Meirelles: governo pode cortar gastos e aumentar impostos, se for necessário

O ministro Henrique Meirelles disse que a queda da economia em 2016 gerou impacto na arrecadação de tributos Marcos Correa/PR O governo federal poderá cortar gastos e aumentar impostos, se for
Meirelles: governo pode cortar gastos e aumentar impostos, se for necessário

Meirelles: governo pode cortar gastos e aumentar impostos, se for necessário

O ministro Henrique Meirelles disse que a queda da economia em 2016 gerou impacto na arrecadação de tributos Marcos Correa/PR O governo federal poderá cortar gastos e aumentar impostos, se for
Governo eleva para R$ 129 bilhões meta de déficit primário para 2018

Governo eleva para R$ 129 bilhões meta de déficit primário para 2018

Em entrevista coletiva, os ministros da Fazenda, Henrique Meirelles, e do Planejamento, Dyogo Oliveira, apresentam o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2018 Valter Campanato/Agência Brasil

Governo piora projeção de deficit de 2018 para R$ 129 bilhões

Antes, meta para o próximo ano era de R$ 79 bilhõesHenrique Meirelles e Dyogo Oliveira fizeram anúncioPara 2017, a estimativa do rombo é de R$ 139 bilhões

TCU diz que déficit primário poderá ser maior do que o estimado pelo governo

Análise feita pelo Tribunal de Contas da União (TCU) sobre despesas e metas fiscais do Orçamento de 2017 constatou que o déficit primário do governo para este ano poderá chegar a R$ 185 bilhões. O

Governo desbloqueia R$ 12,8 bilhões do Orçamento

O aumento da meta de déficit fiscal permitiu ao governo liberar R$ 12,8 bilhões do Orçamento que estavam contingenciados (bloqueados), informou o Ministério do Planejamento. O dinheiro atendera a