bandeira amarela

Bandeira amarela na energia elétrica puxa inflação em julho

A entrada em vigor da bandeira amarela nas contas de energia elétrica em 1º de julho foi o principal fator responsável pela inflação de 0,24% em julho deste ano. Segundo o Instituto Brasileiro de
Em novembro, contas de luz terão acréscimo de R$ 1,5 a cada 100 kWh consumidos

Em novembro, contas de luz terão acréscimo de R$ 1,5 a cada 100 kWh consumidos

A bandeira tarifária que será aplicada nas contas de luz no mês de novembro será a amarela, com custo de R$ 1,5 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos. A medida se deve às condições hidrológicas
Em novembro, contas de luz terão acréscimo de R$ 1,5 a cada 100 kWh consumidos

Em novembro, contas de luz terão acréscimo de R$ 1,5 a cada 100 kWh consumidos

A bandeira tarifária que será aplicada nas contas de luz no mês de novembro será a amarela, com custo de R$ 1,5 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos. A medida se deve às condições hidrológicas

Preços da energia disparam 700% no mercado livre por causa da seca

Usinas térmicas serão ligadas para preservar reservatóriosCusto de operação, na casa dos bilhões, vai para o consumidorPreços mais altos podem pressionar a inflação já em março

Bandeira amarela na energia elétrica puxa inflação em julho

A entrada em vigor da bandeira amarela nas contas de energia elétrica em 1º de julho foi o principal fator responsável pela inflação de 0,24% em julho deste ano. Segundo o Instituto Brasileiro de
Bandeira tarifária na conta de luz passa de vermelha para amarela em setembro

Bandeira tarifária na conta de luz passa de vermelha para amarela em setembro

Bandeira tarifária para setembro será amarela, com acréscimo de R$ 2,00 a cada 100 quilowats-hora consumidos na conta de luz Marcelo Camargo/Agência Brasil A bandeira tarifária para o mês de setembro
Bandeira tarifária na conta de luz passa de vermelha para amarela em setembro

Bandeira tarifária na conta de luz passa de vermelha para amarela em setembro

Bandeira tarifária para setembro será amarela, com acréscimo de R$ 2,00 a cada 100 quilowats-hora consumidos na conta de luz Marcelo Camargo/Agência Brasil A bandeira tarifária para o mês de setembro