australiano

Equador admite que cortou Internet de Assange

Equador admite que cortou Internet de Assange

O Equador reconheceu nesta terça-feira que restringiu temporariamente o acesso à Internet em sua embaixada em Londres, onde está asilado desde 2012 o fundador do WikiLeaks, o australiano Julian