The Walking Dead Episódio 2 – 8ª Temporada: Andando em círculos?

Facebook
VKontakte
share_fav
Atenção: O texto a seguir possui muitos spoilers do episódio 2 da 8ª temporada de The Walking Dead. Leia por sua conta e risco!

Sou fã ferrenho de The Walking Dead e defendo a série desde quando a qualidade começou a cair. A 7ª temporada não foi perfeita, mas teve momentos inesquecíveis, como a chegada de Negan, a morte de Glen e muito mais. Durante 7 anos a série seguiu um formato em que alguns episódios eram espetaculares em termos de ação, tiroteio e sobrevivência. No entanto, nos demais capítulos, tínhamos um exemplo de como construir uma história sobre zumbis onde a principal preocupação dos humanos eram eles mesmos, com diálogos inteligentes, mais calmos, porém tão importantes como os de ação desenfreados. Já na fase final da 7ª temporada ficava evidente que a produção estava perdendo um pouco a mão. Muita conversa sem sentido, sem brilho ou criatividade.

O público reclamou, a AMC prometeu uma temporada diferenciada no 8º ano da série e é mais ou menos isso que estamos vendo. No episódio 1 da 8ª temporada pudemos ver uma história sendo contada com recursos inesperados. Linhas do tempo malucas e cenas desconexas. Mas não deixou de ser algo curioso e cumpriu com o que esperávamos para o retorno da série. No entanto, o episódio 2 não segue este mesmo pensamento e a sensação que tenho é que estamos andando em círculos. Para que? Para estender a vida da 8ª temporada.

Afinal, qual é o objetivo?

Na tentativa de acelerar as coisas e tornar a série mais atrativa, The Walking Dead está deixando alguns princípios de lado. O grande chamativo da história sempre foi a maneira que ela é contada, a narrativa rica e cheia de recursos. Até temos alguns lapsos dessa narrativa em determinados momentos. Morgan, por exemplo, está muito mais interessante na sua contra parte dentro da série do que ele foi nos quadrinhos. Essa dubiedade quanto ao que ele deve fazer, se é matar ou ter piedade, torna o personagem um dos mais interessantes no momento. Mas nem é tanto por ele ser legal, mas pelos demais não estarem nada legais e carismáticos.

Daryl e Rick continuam bacanas, mas onde está a estratégia que os fez vencer até aqui? Eles estão entrando em um dos covis dos Salvadores. Um local onde teoricamente existiriam diversos inimigos e Rick é pego de surpresa por um deles que chegou até ele correndo! Como ele não ouve os passos da pessoa e de que maneira eles esperam dominar o local com apenas eles dois?

Palavras ao vento

Ezekiel, Carol e os demais que fazem parte do Reino, começam o episódio como se estivessem se recuperando de alguma explosão. Faltou contexto e cuidado pra mostrar o que é que eles estão buscando. Todo o discurso de Ezekiel é bonito e cabe para um cara que é líder. Mas parecia que eles estavam perseguindo Negan pela importância de suas palavras.

Tudo levava a crer que eles dariam de frente com o vilão de alguma forma, mas que Negan era a presa. Aí depois de um episódio inteiro onde Ezekiel poetizava na tentativa de surpreender Carol com suas palavras de efeito, aparece Shiva para matar um zé mané qualquer. A reação de Carol para com as palavras de Ezekiel é a minha para o episódio todo. Só que sem o sorrisinho de sarcasmo, sobrando apenas a cara de “WTF!!”.

Pra melhorar é preciso não estragar

O episódio 2 da 8ª Temporada de The Walking Dead foi tão importante como um filler dos animes. Não levou pra lugar nenhum, não avançou nem a história e nem a narrativa. Com tantos personagens legais, ver Tara ter tanta importância é broxante. A personagem é desinteressante há muito tempo. Rick e Daryl parecem ter perdido o jeito da coisa. Os objetivos não estão claros e todo o ataque de Alexandria contra os Salvadores parece um desespero sem estratégia.

O desespero sem estratégia também parece ser o plano da AMC pra continuar chamando a atenção pra série. Trazer um personagem da primeira temporada de volta é legal, mas quase ninguém se lembrava do Morales. O impacto não é tão grande quanto o que, talvez, o canal esperava. Não sei, me parece que esta tentativa de agradar o público pode sair pela culatra se nos episódios seguintes o ritmo e roteiro não melhorarem. Tudo leva a crer que vamos levar com a barriga essa temporada para então ver o final do caso Negan. Ao menos uma coisa me deixa tranquilo: o desfecho, seguindo o que há nos quadrinhos, será muito legal e diferente. Capaz de fazer a série se renovar, até por conta do mal que chegará depois de Negan. E é isso que ajuda a ter esperanças que The Walking Dead não se perca no caminho.

O post The Walking Dead Episódio 2 – 8ª Temporada: Andando em círculos? apareceu primeiro em Combo Infinito.

ver Combo Infinito
#destaque
#críticas
#critica
#negan
#rick
#carol
#the-walking-dead
#amc
#serie
#todas
#análise
#tvséries
#daryl
#episodio-2-8-temporada
#ezeiel
#morgan