As carreiras do futuro indispensáveis para a sociedade

Facebook
VKontakte
share_fav

As inovações do futuro vão produzir a necessidade de novas carreiras para a manutenção de serviços da vida cotidiana. A partir de 2030, essas profissões devem surgir para alinhar empresas e sociedade. As informações são da pesquisa da Michael Page, consultoria especializada no recrutamento de alta e média gerência.

Entre as novidades estão o consultor de genoma e o policial virtual (saiba mais abaixo). Mas não serão apenas os millennials, jovens que nasceram a partir de 1978, que vão ocupar esses cargos.

“Qualquer pessoa que esteja mergulhada nesse mundo digital, que seja rápida para a resolução de problemas complexos e saiba juntar as peças para colocar projetos em prática pode seguir uma dessas profissões. A vantagem dessa nova geração [millennials] é que eles nasceram conectados, mas não têm experiência com o mundo do negócio nem com as relações humanas. Largar na frente não é garantia de ganhar a corrida”, afirmou o diretor-executivo da Michael Page, Ricardo Basaglia.

Ainda segundo ele, para o ranking foram selecionadas as carreiras com maior probabilidade de dar certo. “A pergunta não é mais se vai ou não acontecer, e sim quando se tornará realidade”.

Confira abaixo as 10 profissões indispensáveis para o futuro:

Consultor de genoma

O profissional dessa área deve funcionar como um “arquiteto de bebês”, extraindo informações do genoma da criança, ainda durante a gestação. O genoma é a sequência completa do DNA de um organismo. Os dados devem fornecer dados sobre a saúde, desenvolvimento físico e até características específicas.

Segundo a pesquisa, o tema já faz parte da agenda de pesquisadores acadêmicos e da iniciativa privada. Logo, seria uma questão de tempo para que o consultor de genoma faça parte do cotidiano e se torne tão comum quanto um pediatra.

Segundo Basaglia, na prática, esse profissional pode ajudar a identificar potenciais problemas de saúde antes do nascimento da criança.

Consultor de longevidade

Os homens estão vivendo cada vez mais. Com isso, devem surgir profissionais especializados em serviços, técnicas e orientação sobre longevidade. O profissional que assumir o cargo vai funcionar como um facilitador de programas e atividades para os mais velhos.

“O ser humano que vai viver até os 130 anos já nasceu, algumas pessoas já estão trabalhando até os 90 anos. É a primeira vez que temos cinco gerações juntas, até as relações familiares ficam mais complexas”, disse Basaglia.

“Hacker” genético

Apesar da conotação negativa que a palavra hacker pode causar, o profissional aparece aqui como um expert – especializado em fazer um negócio crescer exponencialmente, em larga escala, a partir de cruzamento de dados, análises e informações estratégicas.

O cargo também deve expandir-se para outras áreas, como o das atividades esportivas, com a expectativa de fazer o ser humano superar os próprios limites.

“Esse será o profissional que mapeia o problema e quebra o código para arrumá-lo”, afirmou Basaglia.

Polícia/segurança virtual

A ascensão da internet tornou as pessoas cada vez mais conectadas e dependentes: nossas vidas, carreiras e até mesmo laços de convívio estão no mundo digital. Mas também facilitou o roubo de informações, senhas e contas.

“Esse profissional pode atuar na consultoria para empresas ou protegendo dados pessoais. Assim como no mundo real, teremos que criar regras, leis e punir as pessoas que as infringem”, afirmou o diretor-executivo da Michael Page.

O policial digital será treinado para investigar fraudes, furtos, distorções, quebra de reputações, formação de quadrilhas, tráficos em diversas escalas, ou seja, crimes que ocorrem em nível virtual, por meio de dados, algoritmos ou softwares.

Especialista em simplicidade

A quantidade de dados produzidos a cada dia torna necessária a presença de um profissional capaz de simplificar esses processos, serviços ou produtos.

“Há 100 anos, o ser humano dobrava seu conhecimento a cada 100 anos. Atualmente, dobramos o nosso conhecimento a cada cinco anos. Em 2020, levaremos apenas 12 horas. O mundo está mais difícil de gerenciar, é preciso alguém para tratar dessas informações”, afirmou Basaglia.

Assessor de aprimoramento pessoal

Da mesma forma que as pessoas buscam coaching para a carreira, será comum a procura por profissionais que dão auxílio para a superação de problemas ou facilitam a conquista de objetivos de vida e profissional. As técnicas devem utilizar serviços de aprimoramento pessoal personalizado, preciso e de alto impacto.

“Será a evolução das pessoas do ponto de vista do conhecimento. O assessor criará um planejamento que vai funcionar como peças de um quebra-cabeça para formar uma figura”, explicou Basaglia.

Programadores de entretenimento pessoal

No futuro também haverá profissionais que vão selecionar nossas séries favoritas da Netflix e até mesmo determinar quais restaurantes gastronômicos devemos visitar. Apesar de a internet oferecer automaticamente serviços semelhantes, esse profissional deve atuar em um nível muito mais particular, plural e personalizado.

“É uma customização de cada usuário, a tecnologia trás o entretenimento a um novo patamar. Essa profissão norteia parte da discussão se os robôs vão tomar as posições de trabalho humano, mas a pergunta correta é “Quais habilidades os humanos devem ter que o robô não tem? Porque se houver uma disputa entre robô e humano, a disputa já está perdida”, disse Basaglia.

Curadores de sustentabilidade

O profissional dessa área será responsável por gerenciar programas capazes de prever (com maior eficiência, mas não de forma total) efeitos climáticos como furações, tempestades, inundações e secas persistentes.

Segundo a pesquisa, essa tecnologia será crucial para biólogos, geólogos, químicos e ambientalistas estudarem os fenômenos naturais quase que em tempo real.

“Há um desafio aqui, não pelo ponto de vista de cobrança dos consumidores para se tornaram sustentáveis, porque isso já existe, mas no aprender a lidar com a sustentabilidade”.

Especialistas em gestão de resíduos

A quantidade de lixo produzido e despejado na natureza também não para de crescer. Evitar que o problema continue será responsabilidade dos especialistas em gestão de resíduos.

Segundo a pesquisa é muito provável que as grandes cidades tenham empresas e consultorias especializadas em uma espécie de “logística de resíduos”, capaz de extrair fontes de energia ou insumos para demais setores, com a seleção inteligente do lixo orgânico e inorgânico produzido todos os dias.

“Em 2020, a população da Terra chegará a 8,5 bilhões de pessoas, a quantidade de lixo que elas deixaram pra trás é muito grande. Hoje, quase 40% de todo alimento produzido é descartado, seja por ineficiência, logística inadequada ou por ter sido jogado fora mesmo”.


Arquivado em:Economia
ver Veja
#empresa
#futuro
#carreiras