Atualização do Safari no iOS 10.3 impede atuação de malfeitores em golpe do tipo “ransomware”

Facebook
VKontakte
share_fav
Golpe do tipo

O iOS 10.3 finalmente foi liberado ontem ao grande público e, creio eu, muitos de vocês já atualizaram seus iDevices e estão desfrutando das novidades vindas com a nova versão do sistema, como o novo sistema de arquivos Apple File System (APFS) ou o recurso Buscar Meus AirPods (para os três ou quatro de vocês que já compraram os novos fones de ouvido sem fio da Maçã, no caso).

Uma novidade, entretanto, passou despercebida mas será muito bem-vinda para aqueles que tenham o costume de desfrutar de conteúdos, digamos, libidinosos pelo navegador oficial do iOS. Digo isto porque, nesta mais recente atualização, o Safari recebeu uma pequena mudança que coibirá daqui para frente um ataque que estava se tornando muito comum em sites pornográficos quando acessados do sistema móvel da Apple.

Golpe do tipo

Quem explica é a firma de segurança móvel Lookout: ao entrar em alguns sites adultos infectados, o Safari era alvo de uma série de popups em JavaScript que criavam uma espécie de loop infinito (sem trocadilhos, por favor) e, essencialmente, travavam o navegador naquele estado lastimável. Enquanto isso, era exibido na página um alerta — obviamente falso — de algum órgão da lei, informando que aquele conteúdo era ilegal e o usuário deveria pagar uma “multa” em forma de um iTunes Gift Card de US$100, enviando o código numa mensagem SMS para um número especificado. Após o envio, o navegador seria liberado.

Obviamente, para qualquer usuário um pouco mais familiar com as falcatruas do mundo da internet, este golpe seria facilmente identificado e posto de lado, bastando fechar o Safari e limpar o cache do navegador no aplicativo Ajustes. Entretanto, todos sabemos que a proporção de usuários “espertos” nesta vasta e assustadora web é pequeno, e, portanto, vários pobres desavisados caíram no golpe do ransomware1.

Bom, agora não mais: com a chegada do iOS 10.3, o Safari agora lida com popups separadamente por aba — portanto, as janelinhas não mais ocupam toda a janela do aplicativo, sendo possível para o usuário simplesmente fechar a aba problemática e seguir sua vida, ou melhor, sua navegação imprópria para menores de idade.

[via 9to5Mac]

ver Mac Magazine
#atualização
#ios
#update
#acesso
#pornografia
#resgate
#ransomware
#site
#falha
#pagamento
#correção
#malware
#itunes gift card
#safari
#segurança