A saudade de Waldir Azevedo

Facebook
VKontakte
share_fav

Categoria:

Memória

por Celso Almeida e Luciano Hortencio

O grande Waldir Azevedo estaria completando hoje noventa e quatro anos de idade. Como o título do post sugere, deveríamos aqui estar postando o Delicado, Brasileirinho, Pedacinhos do Céu e tantas outras composições e interpretações do grande instrumentista e compositor, demonstrando aqui nossa saudade e reconhecimento a Waldir Azevedo.

Ocorre, porém, que houve uma saudade irreparável para Waldir Azevedo e sua família, conhecida de poucos. O instrumentista perdeu sua filha Mírian Barboza Azevedo tragicamente em um acidente automobilístico, ferindo ainda sua outra filha Marly, que escapou milagrosamente com vida.

Não tenho palavras nem condições de aquilatar a dor da família, porém Waldir Azevedo, em uma catarse de sua dor, compôs quatro peças e as enfeixou em um compacto duplo, homenageando sua filha primogênita, que lhe fora ceifada pelo destino.

leia mais

ver Blog do Luis Nassif
#luis nassif online
#área do colunista
#coisas que o tempo levou
#luciano hortêncio
#memória
#dois irmãos
#cavaquinista
#celso almeida
#domício costa
#mírian barboza azevedo
#nós três e uma saudade
#rosângela
#waldir azevedo