Explosão de meteorito ilumina o céu da Rússia

Facebook
VKontakte
share_fav

Uma bola de fogo cruzou o céu da República de Cacássia, no sudoeste da Sibéria, na última terça-feira às 18h30 (horário local). O fenômeno foi registrado pelos celulares dos moradores da região, além de breves relatos surgirem em redes sociais e fóruns da internet. A explosão do objeto espacial foi tão intensa que, por alguns segundos, a noite pareceu dia.

Segundo o Ministério de Emergências de Sayanogorsk, o objeto era um meteorito. “Ele queimou ou explodiu antes de chegar à superfície da Terra. Deveria ter mais de 10 ou 15 metros de tamanho e, aparentemente, não era feito de ferro”, afirmou Natan Eysmont, cientista do Instituto Russo de Pesquisas Espaciais, em entrevista à agência russa Tass. Uma expedição já foi enviada para região conhecida como Babik Vallley, local em que os restos do meteorito podem estar.

Nos fóruns locais, alguns moradores começaram a especular sobre a possibilidade de um teste de bombas, mas as autoridades garantiram em notas oficiais que era apenas a passagem — e explosão — de um meteorito. Além disso, o objeto não causou danos em instalações públicas ou privadas das cidades. Diferente do que ocorreu na queda de um meteorito na região russa de Tcheliabinsk, em 2013, quando pelo menos 950 pessoas ficaram feridas.

Meteoro ou Meteorito?

A rapidez e algumas características do objeto desconhecido que cruzava o céu fez com que alguns moradores classificassem o meteorito como meteoro, principalmente pela velocidade da queda reproduzir uma suposta cauda.

Qual é a diferença? Os meteoritos são pedaços de asteroides que eventualmente atingem a superfície da Terra. Já os meteoros, corpos celestes vistos nas populares chuvas de meteoros, são produzidos por fragmentos de asteroides que, ao entrarem em contato com a atmosfera da Terra, deixam um rastro brilhante no céu — popularmente conhecido como estrela cadente. A incandescência é resultado do atrito do objeto com o ar.

Confira os vídeos postados por pessoas que presenciaram a passagem do objeto espacial:


Arquivado em:Ciência
ver Veja
#espaço