Macri, ex-sócio de Trump, inquieto diante de uma guinada que o prejudica

Facebook
VKontakte
share_fav

A política argentina passou um ano inteiro olhando para os EUA para quase tudo. A relação tinha se recomposto depois de anos de confronto durante o kirchnerismo. O apoio da administração de Barack Obama, que viajou para Buenos Aires em março numa visita histórica, foi determinante para que a Argentina voltasse aos mercados financeiros, fechasse um acordo com os fundos abutre e que Mauricio Macri conseguisse um apoio internacional ainda maior daquele que tem em seu próprio país. Por isso as eleições nos EUA tinham, para a Casa Rosada, sede do Governo argentino, um valor especial. E a vitória de Donald Trump, que Macri conheceu muito bem, porque foram sócios na década de 80, criou um desconcerto absoluto.

Seguir leyendo.

ver El País
#eleições eua 2016
#banca
#serviços bancários
#créditos
#fundos abutre
#capital risco
#crédito empresas
#fundos investimento