Jadson despista sobre volta ao Brasil e diz entender ausência na Seleção

Facebook
VKontakte
share_fav

Atual campeão brasileiro com o Corinthians em 2015, Jadson está há uma temporada atuando no Tianjin Quanjian, da China. Atuando no Timão, o meia era lembrado nas convocações do técnico Dunga para a Seleção Brasileira, mas perdeu espaço quando foi atuar no continente asiático e não foi chamado por Tite.

O ex-treinador do Corinthians, no entanto, convoca frequentemente o zagueiro Gil, o volante Paulinho e o meia Renato Augusto, que também atuam na China. Para Jadson, isso é explicado pelo fato de ele estar atuando na segunda divisão chinesa.

“Acho que a questão do Renato e do Gil é um pouco diferente. Eu trabalhei com o Tite, ele me conhece e tenho um carinho enorme por ele. A segunda divisão é bem diferente da primeira, onde já não se aparece muito. Na segunda divisão a exposição é menor ainda. Todo jogador brasileiro sonha em voltar e vestir a camisa da Seleção Brasileira, mas a concorrência é muito grande e temos grandes jogadores”, afirmou Jadson ao Sportv.

O meia Jadson e o atacante Luis Fabiano passaram em branco pela 2ª vez (Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

(Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

Longe da Seleção Brasileira, Jadson não descartou retornar ao futebol nacional. O meia explicou o funcionamento do mercado chinês, mas despistou sobre uma transferência. Recentemente, Montillo, Jô, Luis Fabiano e Diego Tardelli anunciaram que não irão continuar na China.

“Por enquanto sou jogar do Tianjin Quanjian, tenho mais um ano de contrato. Em janeiro está abrindo a janela de transferências lá da China e lá o mercado muda toda hora, mas o que eu posso dizer é que tenho contrato e não sei o que irá acontecer. A equipe contratou a gente no começo do ano e, quando abre a janela de transferências, a gente nunca sabe o que vai acontecer. Como eu disse, estou feliz lá e ninguém da diretoria veio falar comigo. Meu pensamento é ficar lá, mas vai depender o Tianjin”, completou.

Leia mais:

Atacante do Granada diz que Neymar e Vezo iriam trocar socos no túnel

Federação Paulista define Paulistão A2 com Portuguesa sem direito a voto

Por fim, Jadson comentou sobre sua adaptação à China. Diferentemente, do discurso normal dos jogadores brasileiros no país, o meia disse que sua família se adaptou bem a mudança.

“Me surpreendi bastante. Nunca tinha ido para a Ásia, a cidade, o país, as pessoas. Estou bem adaptado lá, meus filhos e minha mulher também. O clube está crescendo bastante. Não tínhamos centro de treinamento, aí o presidente foi lá e fez. A estrutura está boa e o Tianjin vai ficar bem na China. O campeonato chinês está crescendo, evoluindo, mas vai demorar para chegar no nível do Campeonato Brasileiro, é bem diferente. O que acontece é que aqui nós trabalhamos o atleta desde a base, lá isso ainda está começando”, finalizou.

O post Jadson despista sobre volta ao Brasil e diz entender ausência na Seleção apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

ver Gazeta Esportiva - Futebol internacional
#campeonato brasileiro
#volta
#retorno
#jadson