O que a Apple “matou” com a chegada dos novos MacBooks Pro

Facebook
VKontakte
share_fav
Novo MacBook Pro cinza espacial fechado visto de cima

O Apple está numa cruzada. No iPhone 7, ela resolveu limar o conector analógico de áudio — o que causou um grande rebuliço entre usuários. Menos mau que esta belezura centenária continua intacta em outros produtos como iPads, iPods e Macs. Por falar em Macs, hoje a Apple apresentou os novos MacBooks Pro e resolveu matar mais algumas tecnologias e recursos que nós, usuários, aprendemos a amar.

Vamos à lista:

MagSafe

A tecnologia MagSafe é incrível e, quando foi apresentada ao mundo por Steve Jobs (na Macworld de 2006), recebeu merecidos aplausos do público. Trata-se de um conector magnético que se prende ao notebook de forma muito simples e intuitiva. Se alguém por um acaso esbarrar no fio, você não corre o risco de ver o seu Mac beijar o chão.

É claro que as quatro novas portas Thunderbolt 3 dos MacBooks Pro são legais e merecem elogios, principalmente o fato de você não estar preso a uma porta do lado esquerdo do Mac para recarregá-lo (agora qualquer uma das quatro portas Thunderbolt pode ser utilizada para alimentar a bateria da máquina). Mas isso, obviamente, tem um preço. O preço do MagSafe. O preço da beleza e dos benefícios do magnetismo.

O MacBook de 12″ foi o primeiro Mac recente a abandoar a tecnologia. Mas trata-se de um computador quase que conceitual. Ficou a esperança, ao menos de alguns, de ver o retorno (ou a sobrevida) do MagSafe no notebook profissional da Apple.

Logo iluminado da Apple

Em 1999 a Apple lançou o PowerBook G3, o primeiro notebook com o logo da empresa brilhante na tampa. O tempo passou e esse logo iluminado se tornou um ícone.

PowerBook G3

Em 2015, porém, por conta da tela finíssima do MacBook de 12″, Jony Ive foi “obrigado” a descartar essa ideia, passando a utilizar um logo chapado (sem qualquer retroiluminação). E agora, com a chegada dos novos MacBooks Pro, parece que estamos diante de uma tendência.

Novo MacBook Pro cinza espacial fechado visto de cima

Assim que o MacBook Air for enterrado de vez (o modelo de 11″ já foi, falta agora apenas o de 13″), o logo iluminado da Apple também morrerá.

MacBook Air de 11″

Conforme comentei acima, o MacBook Air de 11″ foi descontinuado. E o de 13″ só não foi por um motivo simples: a Apple quer continuar oferecendo uma máquina relativamente em conta (abaixo de US$1.000) para quem não quer desembolsar US$1.299 por um MacBook de 12″ ou US$1.499 por um MacBook Pro de 13″.

Novos MacBooks Air de 11 e 13 polegadas inclinados de lado

Eu não tenho dúvidas de que daqui a um ano — ok, quem sabe dois ou três, afinal o ritmo de atualizações de Macs da Apple está bem lento —, quando a Apple conseguir reduzir o custo de produção do MacBook de 12″ e dos novos MacBooks Pro e abaixar os seus preços, o MacBook Air de 13″ também será enterrado.

MacBook Pro de 13″ com drive óptico

Eu sei que muitos de vocês têm essa máquina (incluindo o nosso redator Bruno Santana). Em 2012, quando ela foi lançada, era algo incrível; em 2013 ainda era uma bela máquina; em 2014, nem tanto; em 2015 já podíamos considerá-la não aconselhável para compra; em 2016, meu amigo, não faz sentido nenhum uma empresa que se diz de ponta, corajosa o suficiente para tirar o conector de áudio analógico do iPhone 7, manter uma máquina dessas à venda por um preço exorbitante.

MacBook Pro de 13 polegadas

Demorou, mas esse MacBook Pro de 13″ morreu e agora a Apple definitivamente enterrou o drive óptico — ao menos os embutidos nos Macs, já que ela ainda comercializa o acessório SuperDrive USB.

Slot para cartões SD

Taí algo que sempre falha no meu Mac mas que eu adoro a ideia de ter disponível: um slot para cartões de memória SD.

MacBook Pro Retina

Tem coisa mais prática do que tirar um cartão da sua câmera e plugá-lo diretamente no computador? Ou utilizar o cartão para fazer uma instalação limpa do sistema operacional do Mac? Bem, dê adeus para esses benefícios e diga olá para algum adaptador.

Teclas físicas de funções

A chegada da Touch Bar pode ser vista de diversas formas. Por um lado, os benefícios são inegáveis: ser contextual, a possibilidade de personalização, o suporte a gestos multi-touch… são itens que obviamente pesam muito a favor da Touch Bar; por outro lado, perder a tecla física Esc e não ter sempre à mão algumas outras (como controle de brilho e do volume) definitivamente é algo que pesa contra. Sim, é verdade que se você apertar a tecla Fn no teclado, a Touch Bar automaticamente volta ao padrão mesmo se estivermos em algum aplicativo que esteja fazendo o uso dela. Ainda assim, você *precisa* pressionar uma tecla para que isso aconteça.

Teclado do novo MacBook

Esse é o futuro que a Apple desenhou. Resta saber em quanto tempo as teclas físicas de funções ainda viverão nos Macs — ainda que a Apple tenha apresentado esta novidade, ela também lançou um MacBook Pro sem ela justamente para tornar o produto mais barato/competitivo.

USB-A, HDMI, DisplayPort…

Temos quatro portas no novo MacBook Pro, independentemente do tamanho do notebook (13″ ou 15″). E todas elas são iguais: Thunderbolt 3.

A verdade é que a Thunderbolt 3 é a tecnologia mais versátil que existe atualmente. Ela tem o dobro da largura de banda da Thunderbolt 2, combina transferência de dados, reprodução de vídeos e recarga de energia em um conector único e compacto. E a integração da porta USB-C, sem dúvida, soma conveniência e velocidade, resultando em uma porta verdadeiramente universal.

Novos MacBooks Pro de 13 e 15 polegadas abertos na diagonal

Só que nós ainda não estamos no futuro. E hoje praticamente qualquer periférico que você tenha utiliza uma porta USB-A, HDMI, DisplayPort, entre outras tecnologias. Dificilmente você vai pegar os acessórios que tem (ou até algum novo que adquirir agora) e plugar no seu belíssimo e novo MacBook Pro sem dor de cabeça. Ora, se você comprar um iPhone 7 não vai conseguir plugar no MBP, a não ser que também adquira um adaptador ou um cabo Lightning para USB-C.

Ironicamente, se você adquirir um smartphone Pixel (do Google), poderá plugá-lo sem problema no seu Mac1. </div></div><div class=ver Mac Magazine

#eletrônicos
#logo
#usb-c
#touch bar
#funções
#teclas
#thunderbolt 3
#cartão sd
#displayport
#drive óptico
#hdmi
#magsafe
#slot
#usb