Durex, iogurte e caneta: produtos que não precisam de versões masculinas e femininas

Facebook
VKontakte
share_fav

Leia mais

Rosa para meninas, azul para meninos. Por muito tempo a gente acreditou que as coisas só funcionassem desse jeito, com papéis e limites muito bem estabelecidos entre homens e mulheres, sem discussão. Para a nossa alegria, discutir a desigualdade de gênero e o machismo do dia-a-dia é algo cada vez mais frequente e transformador. Tem muita coisa legal rolando nesse sentido, sabia?

Pais que escolhem nomes neutros para os filhos, linhas de roupas infantis que acabam com essa divisão do “rosa x azul”, brinquedos que podem ser usados por todas as crianças… O mundo está mudando, apesar de algumas marcas insistirem TANTO na oposição dos sexos, sem qualquer motivo. Você consegue imaginar uma caixa de ferramentas rosa? Uma cerveja só para mulheres? Uma pasta de dente exclusiva para homens?

Pois é, produtos “inofensivos” como estes existem, por mais absurdo que pareça. No fim das contas, essa medida só estimula a famosa “pink tax”, que encarece os produtos voltados ao público feminino, embora eles não tenham nenhum diferencial em relação aos demais. Um bom exemplo são as lâminas de barbear, não é?

Separamos algumas coisinhas na lista abaixo que, em vez de ajudar, só propagam mais machismo. Se liga:

ver Virgula
#produtos
#coisas
#elas
#eles
#imposto rosa
#machistas
#sexistas