A história antes de ‘Forrest Gump’

Facebook
VKontakte
share_fav

Atualmente existem poucos roteiros originais no cinema, afinal, grande parte das grandes sagas que lotam cinemas ao redor do mundo foram consagradas no século passado. Mesmo há pouco mais de 20 anos, era um grande desafio (com uma visão de produtoras hollywoodianas) despontar um longa-metragem que despertasse curiosidade do grande público, havendo a necessidade de criar personagem que fosse realmente marcante para qualquer um que sequer soubesse a temática do filme.

Por isso, em determinado momento no começo da década de 1990, Robert Zemeckis — que tinha acabado de dirigir o 3º e último título da trilogia De Volta para o Futuro —, foi escolhido (após três ofertas recusadas a outros diretores) para dirigir uma adaptação de um livro pouco popular chamado Forrest Gump. E o final dessa história você já sabe: Robert se deu bem ao “contar essa história” com o perdão do trocadilho e criou um dos protagonistas mais icônicos da década.

Logo, muitos fãs deste sucesso, que sequer sabiam que tratava-se uma adaptação, se perguntam qual é o real segredo da obra: a história é tão boa que qualquer diretor poderia torná-lo filme de sucesso, ou (realmente) Zemeckis é um gênio e só melhorou a obra que já era excelente. Acontece que hoje (ou melhor, no final do mês que vem) se você for um desses fãs, poderá facilmente tirar essas dúvidas com uma reedição do livro que tem de tudo para ser um sucesso.

Famosa por fazer edições comemorativas de qualidade e, principalmente, destacando-se por utilizar artes únicas em livros adaptados para longas (ao invés de estampá-los com pôsteres de filmes), a editora Aleph fica responsável pelo lançamento dessa edição especial, contando com a ajuda de Rafael Coutinho para as belas ilustrações e da francesa Isabelle Roblin (professora da Université du Littoral-Côte d’Opale) que criou um ensaio comparando o livro à sua adaptação cinematográfica.

Ser idiota não é nenhuma caixa de chocolate. Apesar disso, não tenho motivo pra reclamar porque acho que tive uma vida muito interessante, por assim dizer.

Forrest Gump

Publicado pela primeira vez em 1986, Forrest Gump é um marco na cultura pop do século 20 — ainda mais com a adaptação cinematográfica de mesmo nome lançada há 22 anos. O livro apresenta a história original de Forrest, o excepcional e sincero protagonista de um dos mais memoráveis romances norte-americanos. Foi dele que saíram as principais situações que ganharam o público nos cinemas: desde o sucesso com o futebol americano até a viagem à China comunista.

Um dos grandes diferenciais é que a obra ainda traz aventuras inusitadas de Forrest, como um acréscimo essencial para aqueles que apenas viram o filme.

Na sequência, as ilustrações Rafael Coutinho que decoram o livro:

Imagem 2Imagem 1Imagem 3

Com previsão de vendas para a segunda metade de novembro, as 392 páginas — revestidas por capa dura — podem ser suas por R$ 79,90.

ver VIP
#filme
#livro
#forrest gump
#robert zemeckis